AGORA

sobre os laboratórios

LAB'S PÉ

Laboratórios de Formação e Criação Artística
no Centro Artístico Albicastrense

a partir de Maio

Direcção de Maria Belo Costa |Pé de Pano - Projectos Culturais
Inscrições pelo email: info.pedepano@gmail.com

Os Laboratórios de Formação e Criação Artística propostos pela Pé de Pano pretendem ser um lugar de inovação, em sintonia e ao serviço da comunidade, aproximando-a dos bens culturais contemporâneos.  Os LAB'S PÉ privilegiam o bem-estar e o desenvolvimento pessoal dos  indivíduos, num ambiente de conquistas partilhado entre todos os intervenientes, artistas, criadores e participantes.

.

LAB PARTIDA LAGARTA...FINGIDA!

laboratório

LAB CENA

laboratórios
LAB'S

LAB BABY FAMÍLIAS

laboratório

LAB ADULTOS

laboratórios
LAB'S

DESTAQUES

OFÉLIA

Espectáculo interpretado por um grupo de mulheres residentes no concelho de Castelo Branco e por uma performer profissional, que tem no conceito de VIOLÊNCIA a base de reflexão e o estímulo criador.
Sendo este um projecto de criação artística comunitária que envolveu todo um processo de pesquisa performativa em colectivo, partilhamos um excerto de um texto escrito por uma das performers participantes* que reflecte profundamente sobre o espectáculo OFÉLIA:
A questão da violência tem-me levado a pensar, ao longo destes meses de processo, nas histórias que convosco tenho partilhado. Levadas para a cena, estas histórias reflectem-se num jogo de relações (não imediatamente evidentes) entre criadoras/interpretes: a viagem sobre a história da humanidade e a história mais íntima do ciclo de vida de uma pessoa (o jogo interactivo das emoções). Através deste percurso, revemos o nosso passado, a nossa infância, a infância da própria humanidade e os mais banais gestos de amor e ódio.
Os pormenores, cada desarranjo minucioso do corpo, cada toque, a precisão de cada acção expressa no movimento atraído pela queda, faz com que o corpo pese muito, mais ainda que o habitual. Este é um corpo que transporta o peso do mundo, é um corpo que vive plenamente no interior a sua história, que não acaba em si.

Mais sobre este trabalho

DANÇAS A NASCER

DANÇA

Estreado a 04 de Julho de 2014 no Cine-Teatro Avenida de Castelo Branco.

É um espetáculo que liga a Dança e a força sonhadora das imagens sugeridas pelas palavras. Constrói-se a partir das perguntas: como podem as Danças Nascer? ou, de onde partimos para criar uma coreografia? Tendo uma componente visual muito forte, explora o Desenho em Tempo Real e a Dança que, em conjunto ou de forma alternada, vão modificando o espaço que tão depressa é concreto como logo a seguir se torna abstrato e poético. Brinca-se com sensações e emoções: a suavidade, a curiosidade, a alegria, a velocidade, a fúria, o ser pequeno e muito comprido, rastejar ou voar. Brinca-se com histórias tão antigas como o nascimento e a evolução do tempo, do homem e da linguagem. Num movimento cúmplice, aquele que parece ser o espaço exclusivo da performer transforma-se: os meninos são solicitados para a cena como num jogo, para experimentarem, apelando à sua memória, cores, sons, papel, ao seu próprio movimento e corpo. O Espectáculo torna-se Oficina, por momentos, mas volta a si. A performer recupera o seu lugar. E tudo poderia entretanto recomeçar…

DISPONÍVEL PARA ITINERÂNCIA

 

Mais sobre este trabalho

CRIAÇÃO

ver mais trabalhos
ENTRETECER

MULTIDISCIPLINAR

PRODUTOS A(C)TUAIS

ARTES PLÁSTICAS

MEDO DE SER MATÉRIA - 2013

DANÇA - TEATRO

PONTO (I)MOVEL - 2008

PERFORMANCE

PARCERIAS

ENTRELAÇARTE

Entrelaçarte – Projeto de Intervenção Artística Social Urbana
O velho crochet das nossas avós renasce em Castelo Branco, numa nova forma de expressão artística e interventiva. 

EntrelaçArte apresenta-se como um projeto de Intervenção Artística Social e Urbana que consiste na criação coletiva de peças em crochet, aplicadas em espaços públicos, que irão transformar as ruas em lugares aprazíveis de cor e alegria...

CURTAS EM FLAGRANTE

Mostra de cinema itinerante, o objectivo continua a ser, dar uma resposta às necessidades de apoio e divulgação dos jovens criadores nacionais das áreas do cinema e do audiovisual.
Dando continuidade às edições anterioriores, a nível nacional, é lançando o desafio a todas as escolas da área e a qualquer interessado em participar. Depois de uma cuidadosa selecção, foi iniciadaa viagem e partimos com estas curtas...

CENTRO ARTÍSTICO ALBICASTRENSE

Centro Artístico Albicastrense, foi fundado a 23 de Fevereiro de 1908, por artistas, (operário, aquele que exerce uma arte), sob a ideia do artista Manuel de Oliveira Leitão. A sua fundação deve-se a albicastrenses de classe baixa, em contraste com outras associações existentes nessa época na nossa cidade. O Centro Artístico Albicastrense instalou-se após a sua fundação em 1908 numa casa arrendada no Largo de S. João. Na década seguinte por volta 1912 instalou-se na rua de Santa Maria, onde ainda hoje tem sede própria, (comprada nessa mesma década).